A selecção cabo-verdiana de futebol vai defrontar, no próximo mês de Julho, a sua congénere da Mauritânia, nas eliminatórias do Campeonato Africano das Nações para jogadores residentes (CHAN 2019), cuja fase final vai acontecer na Etiópia.


O anúncio foi feito hoje, na Cidade da Praia, pelo presidente da Federação Cabo-verdiana de Futebol (FCF), Mário Semedo, após a assinatura de um protocolo de co-financiamento do torneio Inter-Ilhas com a Direcção-Geral dos Desportos (DGD).
O jogo da primeira mão está marcado para o dia 26 de Julho, no Estádio Nacional, na Cidade da Praia, e a segunda partida para 04 de Agosto, em Nouakchot, na Mauritânia.
Mário Semedo adiantou que no mês de Setembro a selecção nacional vai participar, em Dakar, Senegal, no torneio da União das Federações Oeste Africana (UFOA), também para jogadores residentes.
Adiantou que o sorteio já foi realizado e que na primeira partida Cabo Verde vai defrontar a Costa do Marfim.
O dirigente federativo salientou a importância dessas competições, considerando que são oportunidades criadas para os jogadores residentes ganharem ritmo competitivo e experiência internacional, “numa perspectiva de poderem fazer parte da selecção principal”.
Por isso, classificou de “muito importante a realização da taça independência, para a federação, para o país e sobretudo para os nossos briosos jogadores”.
O torneio Inter-ilhas, também chamado de Taça Independência, acontece entre 05 a 16 de Julho, em São Nicolau, contando com o concurso das selecções regionais das nove regiões desportivas mais a diáspora, representada pelos Estados Unidos da América.
Inforpress