A selecção cabo-verdiana de basquetebol feminino espera encontrar esta noite uma Guiné Conacri “forte” no primeiro dos dois jogos de eliminatória que se realiza no pavilhão desportivo “Vává Duarte”, com olhos postos no apuramento para o Afrobasket’2019.


Esta convicção foi manifestada pelo seleccionador nacional António “Zola” Moreira que ainda esta manhã afinou as estratégias do jogo no último treino, para que o combinado cabo-verdiano possa levar de vencida a Guiné Conacri, porquanto disse acreditar que as jogadoras estão preparadas física e mentalmente para os dois embates.
Zola é de opinião que o jogo desta noite, marcado para as 19:00, em nada define, por ser a primeira parte da eliminatória, mas quer que Cabo Verde consiga entrar a ganhar, para poder consolidar a sua qualificação para o Afrobasket, tendo inclusive enaltecido a projecção das convocadas com quem vem trabalhando desde domingo no estágio de preparação.
Ainda assim, fez questão de classificar a selecção nacional da Guiné Conacri como um “adversário forte” que supera mesmo, a seu ver, a de 2015 e 2017 e que vem a Cabo Verde reforçada, com o mesmo objectivo, isto é, jogar determinada para o apuramento.
Por isto, Zola afirmou que está a esperar um jogo “muito complicado”, mas “muito confiante num resultado positivo” para a selecção anfitriã.
O segundo e último jogo deste apuramento está agendado para domingo, às 18:00 no mesmo pavilhão.
Lista das convocadas:
Jade Leitão, “cap”, Extremo, EUA
Ornela Livramento, Extremo, RI College, EUA
Djenifer Veiga, Poste, Portugal
Aylin Pires, Lady Rebels, Poste, Cabo Verde
Loreta Rocha, Extremo, SNAU, EUA
Allexier Barros, Base, Gdessa, EUA
Joseana Vaz, Extremo, Portugal
Arzira Martins, Poste, Portugal
Indira Évora, Base, St Michael, EUA
Analessia Fernandes, Extremo, R.I. Collegue, EUA
Juvelina Bento, Extremo, Lady Rebels, Cabo Verde
Monalisa Mendes, Base, Providence College, EUA
Inforpress