AfroBasket 2021: Inolvidável! E abram alas para os Últimos Reis da Escócia

 

Uganda!!!

Quando penso neste nome próprio, vem à mente, Campala, a capital do país –, Suaíli - uma língua amplamente falada no continente berço, de raiz puramente africana, o colonialismo britânico e sobretudo o épico cenário da sétima arte, produzida em 2006, no Uganda, em que retrata a vida de um dos ditadores mais violentos de sempre da história da humanidade, de nome Idi Amin Dada.

Opinião: Sucesso Olímpico de Cabo Verde nos JO


Leonardo Cunha

Na altura de despedida de mais uns Jogos Olímpicos, naquela que é a 7ª participação de Cabo Verde, urge fazer uma pequena reflexão sobre a participação nesta edição de Toquio2020. Estes Jogo Olímpicos, logo marcados pelo facto de terem sido adiados e surgirem numa altura em que a pandemia ainda vigora a nível global, apresentaram vários desafios que no final se mostraram como oportunidades.

Opinião: Cabo Verde e o Mundial de Andebol 2021


Leonardo Cunha

Como os leitores já tem conhecimento, a nossa Seleção Nacional desistiu da sua participação no Mundial de Andebol de 2021 a ser organizado no Egipto devido a diversos casos de COVID-19 no seio da sua equipa.

Opinião de Ivan Ramos: Futsal, o diamante por lapidar em Cabo Verde!


O nível de futsal é muito bom em todo o territorio nacional, a este adiciona-se a paixão do nosso povo por esta modalidade. Para esculpir o nosso amado futsal, urge a implementação de uma cultura táctica voltada para:

Opinião: Eventos desportivos e desenvolvimento através do desporto

Leonardo Cunha

Por todo o mundo, várias comunidades que têm seus meios de subsistência vinculados a eventos desportivos. O adiamento destes eventos impacta a sua capacidade de trabalhar, participar de atividades comunitárias e sustentar as suas famílias. É importante refletir em que medida os eventos desportivos podem ser uma forma de empoderamento comunitário sem manter uma fórmula de distribuição de riqueza aos mais ricos e negligenciando as comunidades.

Opinião: Políticas de desenvolvimento e desporto

Leonardo Cunha

Cabo Verde encontra-se neste momento à beira de eleições legislativas (que ocorrem no próximo dia 18 de abril).

Opinião: Desporto, inovação e emprego

Leonardo Cunha

O desporto como ferramenta de desenvolvimento humano pode criar potenciais impactos sociais positivos e inovações. O desporto pode desempenhar um papel fundamental nas áreas de bem-estar social, juventude, emprego e turismo responsável.

Opinião: (Re)nova(da) Agenda 2020+5 para o Movimento Olímpico

Leonardo Cunha

Esta semana o Comité Olímpico Internacional (COI) anunciou a aprovação em sede de sua comissão executiva, um novo roteiro estratégico chamado de Agenda Olímpica 2020+5. Esta agenda irá ser levada a aprovação na próxima sessão do COI a decorre de forma virtual de 10 a 12 de março de 2021. Esta apresenta 15 recomendações que orientarão o COI e o Movimento Olímpico para os próximos cinco anos (até 2025). As recomendações baseiam-se nas principais tendências identificadas pelo COI como suscetíveis de serem decisivas no mundo pós-pandemia.

Opinião: Desafios do Marketing Desportivo

Leonardo Cunha

Nos dias contemporâneos o marketing tem uma dimensão muito importante no que diz respeito a explorar, criar e entregar valor para satisfazer as necessidades do mercado. O marketing usa uma estratégia bem definida que será utilizada nas vendas, comunicações e no desenvolvimento do negócio.

Opinião: Playbook de Tóquio 2020

Leonardo Cunha

As últimas notícias da revista “TIME” e a reação à notícia Sebastian Coe (presidente da Federação Internacional de Atletismo – World Athletics) vieram novamente colocar a discussão sobre a realização (ou não) de Tóquio 2020. A revista TIME noticiou que existe um plano de cancelamento dos Jogos por parte do Governo do Japão e Sebastian Coe veio pedir “tranquilidade” com as informações a serem divulgadas, pois estão a afetar os atletas na sua preparação.

Opinião: “Novos sistemas táticos seriam bem-vindo à seleção nacional e aos atletas.”

William Vieira, jovem, que já segue os jogadores cabo-verdiano pelo mundo há mais de 10 anos, estudioso do fenómeno desportivo, sobretudo a nível nacional, é taxativo em afirmar que a seleção nacional deveria testar outros sistemas táticos, no sentido de extrair mais e melhor proveito de jogadores internacionais por Cabo Verde e futuro integrantes no lote de convocados de Bubista.