Santiago e Brava apuraram-se para a final do Torneio Inter-Ilhas 2017 nos Estados Unidos ao vencerem São Vicente e Fogo, respectivamente, nos jogos disputados ontem, dia 5, no Estádio Rocky Marciano, em liceu de Brockton.


No primeiro jogo da tarde, Guliti inaugurou o marcador aos 28 minutos para São Vicente.

Os rapazes da Ilha de Monte Cara foram ao intervalo a vencer os santiaguenses por 1-0.

Na segunda parte, o selecionador de Santiago, Herminio Furtado, mudou o esquema montado na primeira parte. Viu-se uma equipa mais agressiva á procura de golo.

Txibita empatou o encontro logo aos 10 minutos da segunda parte.

Santiago viria a marcar o 2-1 por intermédio do médio-campista, internacional cabo-verdiano, Davidson Renato da Cruz Coronel, “Bijou”, na marcação de uma grande penalidade, a 3 minutos do fim do encontro. Uma jogada polêmica, bastante contestada pelos são -vicentinos, que abandonaram as quatro linhas.

Já Brava teve uma tarefa mais fácil contra a seleção do Fogo. Tutui inaugurou o marcador logo aos 4 minutos de jogo.

Aos 18 minutos Ernesto ampliou a vantagem. Um grande golo de livre do craque bravense.

Mesmo jogando menos um, Brava cumpriu com o esquema de jogo montado pela sua equipa técnica liderada por Guy Gonçalves, na segunda parte, não deixando a equipa da Ilha do Vulcão impor o seu jogo. O Selecionador do Fogo, ex-internacional cabo-verdiano, João Luís Pires Rodrigues, conhecido João de Lélé, tudo tentou mas nada mudou.

Resultado final Brava 2 – Fogo 0.

No jogo das equipas femininas, Boston venceu Brockton na marcação de grandes penalidades, após um empate a zero durante o tempo regulamentar.

Hoje, domingo, dia 6, ás 15H 00, São Vicente e Fogo disputam o terceiro lugar.

Mais tarde, ás 18H 00, Brava e Santiago entram em campo para a disputa do troféu de campeão do Inter-Ilhas 2017.

Haverá também demonstração de artes marciais, música e um jogo entre equipas dos sub-17.