A selecção cabo-verdiana de voleibol masculina vai disputar a fase de grupo do “All Africa Games” que decorre em Rabat (Marrocos) com os combinados nacionais dos Camarões, do Egipto e da Argélia, focada em atingir um lugar no pódio.


Esta é a convicção da equipa técnica liderada por Nelo Ramos que reconhece o poderio africano das equipas adversárias nesta poule, mas acredita que Cabo Verde tem jogadores de níveis internacionais capazes de ombrear potenciais candidatos e que a turma crioula “só pode crescer se enfrentar as melhores selecções da competição”.
Admite que não vai ser nada fácil, porquanto Cabo Verde entra nesta prova praticamente como um “outsider”, mas assegurou que o combinado crioulo vai dar o seu máximo para “jogo-a-jogo” estar na fase final desta competição, de forma a poder disputar os três primeiros lugares.
A selecção de voleibol, que alcançou a qualificação para os “Jogos Africanos de Rabat” em Banjul é constituída por Nivaldo Alves, Steven Alves, Valter da Luz, Valdir dos Reis, Danilo Évora, Admilson Melo, Elvim Ferreira, Carlos Furtado, Delson Gomes, Victor Sanches, Jeaniny Santos e Hélder Spencer.
Os atletas convocados representam as equipas do Graciosa (Tarrafal), Escher volleyball (Luxemburgo), Interclube da Praia, Progresso Voley Club, 7Islas (Canarias) Fonte Bastardo (Portugal), Interclube da Praia e Kecskemet (Hungria).
A equipa nacional de voleibol partiu na madrugada de hoje para Rabat para se juntar à caravana crioula neste país da Magreb, onde Cabo Verde compete com uma delegação de 37 atletas em representação das modalidades de atletismo, taekwondo, voleibol indoor masculino, karaté, boxe e xadrez para os Jogos Africanos de Rabat (Marrocos).
Os Jogos Africanos de Rabat decorrem de 19 a 31 do corrente, envolvendo 29 modalidades, sendo 17 das quais qualificáveis para os Jogos Olímpicos de Tokio’2020.
Inforpress