A Câmara Municipal da Praia e o Comité Olímpico Cabo-verdiano (COC) rubricaram, nesta tarde de terça-feira, 21, um memorando de entendimento que irá disponibilizar um terreno no valor de cerca de 9.000.000 milhões de escudos, de forma gratuita, para a construção da sede da organização desportiva.


O terreno de 1690,36 m2, localizado em Achada Grande Trás, irá albergar uma construção de raiz da sede que considera a preservação ambiental como principal fator.
A construção projetada para ser totalmente sustentável pretende ser o primeiro edifício de um Comité Olímpico Nacional africano, a conseguir tal feito.
Durante a assinatura do memorando de entendimento entre a Câmara e o COC, por sua vez representado pela sua Presidente Filomena Fortes, a responsável deixou saber da sua gratidão pelo ato e promete fazer com que a sede seja referencia a nível nacional e mundial, respeitando todas as  todas as orientações para que seja inclusivo, sustentável e que cumpra todos os requisitos sobres as questões ambientais.
“Nos queremos enaltecer e dar uma certa visibilidade ao bairro de Achada Grande Trás, uma vez que já existe uma estrutura desportiva. Assim a sede do COC será contextualizada num espaço onde se respira desporto”, frisou Filomena Fortes.
Ainda sobre este projeto Fortes assinala que “Queremos trabalhar em comum acordo e de mãos dadas com a sociedade civil, a Câmara Municipal, e outros parceiros”.
Por sua vez o presidente da Câmara Municipal da Praia, Óscar Santos, deu os parabéns a arquiteta pelo conceito que introduziu de edifício ecologicamente sustentável.
O projeto da sede do COC já foi enviado ao Comité Olímpico Internacional e será edificado num prazo de dois anos, a partir da aprovação em Assembleia Municipal.

Siga e Inscreva-se no nosso canal da YouTube!


COC