O Ministro do Desporto, Fernando Elísio Freire, propôs às federações desportivas nacionais medidas de prevenção ao novo Coronavírus como a suspensão dos campeonatos nacionais, tendo todas as federações aceitado em uníssono a suspensão dos campeonatos e de qualquer outra atividade que aglomera grande número de pessoas, por um período de três semanas.


A proposta foi feita esta tarde numa reunião, convocada pelo titular da pasta do Desporto, com as federações desportivas, tendo em conta que são elas as entidades privadas que organizam os campeonatos.

“Felizmente com grande sentido de respeito e amor ao próximo, todas as federações aceitaram a suspensão do campeonato nacional e qualquer outra atividade aglomeradora, por um período de três semanas”, realçou Elísio Freire.

No encontro, o Ministro comunicou, igualmente, às federações que as duas infraestruturas que pertencem ao Estado, nomeadamente o Estádio Nacional e o Gimno Desportivo “Vavá Duarte”, estarão encerradas para as atividades públicas e desportivas e ao serviço da saúde publica.

A medida de suspensão dos campeonatos nacionais, entretanto, deverá ser reavaliada quando terminar o prazo de suspensão, de acordo com eventual evolução ou não da situação a nível do país, conforme adiantou Freire.
“Haverá sempre uma reavaliação de todo o processo daqui a três semanas e esperamos que o nosso país reaja bem, se una e que todos os cabo-verdianos trabalhem mesmo forte e de forma afincada para que possamos vencer esta luta”, frisou o governante.

Para Elísio Freire, este é um momento excecional e os sacrifícios terão que ser excecionais, por isso acredita que todas as federações perceberam o momento de luta porque passa o país e todos devem fazer a sua parte para ganhar esta “guerra”.
“Depois de termos a luta ganha pensaremos nas outras lutas”, enfatizou o Ministro do Desporto frisando que “o que nos deixam mais confiantes é que juntos, de facto, conseguiremos vencer essa luta”.

Por sua vez, o Presidente da Federação Cabo-verdiana de Futebol, Mário Semedo, sublinhou que esta medida foi uma decisão do Governo face a situação que se vive atualmente e recomenda-se. “Vários outros países tomaram a mesma decisão e o momento requer solidariedade, um “djunta mon” de todas das instituições e de pessoas porque trata-se da saúde pública e é um assunto que diz respeito a todos nós”.

Neste sentido, avançou que a Federação Cabo-verdiana de Futebol vai, de acordo com essa decisão, notificar todas as associações regionais de futebol para suspenderem as atividades nas próximas três semanas.

Mário Semedo, manifestou, ainda, ao Governo (Ministério da Saúde) toda a abertura desta federação em disponibilizar os centros de estágio da Praia, São Vicente e Sal para caso houver necessidade de estes serem utilizados, eventualmente, para o combate ao flagelo.

Estiveram presentes no encontro todos os representantes das federações desportivas do país, à exceção da Federação Cabo-verdiana de Xadrez que participou, no encontro, através de vídeo conferencia, tendo concordado, à semelhança das outras federações, com a medida avançada.
DGD