As federações desportivas de futebol, basquetebol, karaté, ginástica e do ciclismo foram hoje contempladas com verbas referentes às actividades desportivas para 2017/18 num montante global de 39 mil contos, no quadro do contrato-programa rubricado com a Direcção-Geral dos Desportos.


A fatia maior coube à Federação Cabo-verdiana de Futebol, 20,3 mil contos, seguida da Federação Cabo-verdiana de Basquetebol, 7,3 mil contos, da Federação Cabo-verdiana de Karaté, 4.7 mil contos, da Federação Cabo-verdiana de Ginástica 4,6 mil contos e do Ciclismo 1,6 mil contos).
A estas verbas somam-se um primeiro contrato-programa assinado em finais de Março, em mais de 30 mil contos, com as federações nacionais de Andebol (11 mil) Atletismo (5,2 )  Boxe (5,2) Voleibol (6,9) e Xadrez (2,5 milhões de escudos).
O director-geral dos Desportos, Anildo Santos, disse que posteriormente serão rubricados contraprogramas com as demais federações, nos termos da legislação cabo-verdiana, ao mesmo tempo que formulou votos para que o contrato-programa sirva para acalentar, cada vez mais, o crescimento da modalidade no país.
Em representação das partes beneficiadas, a presidente da Federação Cabo-verdiana de Ginástica, Lisandra Varela, enalteceu a atenção da Direcção-Geral dos Desportos pelo trabalho que “tem sido feito desde o ano transacto até agora em prol do desenvolvimento da modalidade”.
Enquanto isto, o presidente da Federação Cabo-verdiana de Futebol, Mário Semedo, considerou tratar-se da “verba possível” assinada neste contrato-programa com o Governo, adiantando mesmo que caberá à sua organização procurar outros parceiros para poder cobrir todo o orçamento federativo para o ano em curso.
Inforpress