A Federação Cabo-verdiana de Ginástica (FCG) almeja elevar o nível da modalidade nas associações regionais do Sal e São Nicolau para competir com as ginastas da Praia e São Vicente, regiões que vêm disputando o Campeonato Nacional de Ginástica Rítmica.


A presidente da FCG, Lizandra Varela, manifestou esta preocupação após a realização do 20º Campeonato Nacional de Ginástica Rítmica, que ditou a vitória de Márcia Lopes, da Associação de Ginástica de São Vicente (AGSV), na categoria sénior.
A prova, referente à temporada 2017/18, foi disputada no pavilhão desportivo Vavá Duarte, onde Márcia Lopes partilhou o pódio com Lara Melo (segundo classificado), da Associação de Ginástica da Praia e da sanvicentina Nalisha da Cruz (terceiro).
Já em júnior, Noa dos Reis, da Associação de Ginástica da Praia (AGP) conquistou o título nacional, seguida de Miriam Mendes (AGP) e Kawinne Delgado (AGSV).
Em pré-júnior, Márcia da Cruz (AGSV) chamou a si o título, relegando Karen Oliveira (AGP) e Evelyn Rodrigues (AGSV) para a segunda e terceira posição.
O 20º Campeonato Nacional de Ginástica contou com o concurso de 16 ginastas em representação das regiões desportivas de São Vicente e Santiago Sul, baseado no código da Federação Internacional de Ginástica.
A categoria pré-júnior competiu na disciplina de mãos livres (sem aparelhos), ao passo que júnior e sénior concorreram com fita, massa, arco e bola.
Inforpress