O presidente da Federação Cabo-verdiana de Ciclismo (FCC) disse à Inforpress, que este organismo está autorizado pela União Ciclista Internacional, a atribuir licenças para ciclistas cabo-verdianos participaram em competições internacionais.


Conforme explicou Marques Mendes, a participação dos ciclistas cabo-verdianos nas competições internacionais acontecem por via da FCC, mas com a autorização de emitir licenças, a partir de agora os ciclistas estarão aptos para entrarem em qualquer prova.
“Estamos a usar uma plataforma mundial, que é gerida pela União Ciclista Internacional, que nos autorizou a passar essa licença, abrindo portas aos nossos ciclistas de participaram em provas em qualquer lugar”, avançou.
Segundo Marques Mendes, a licença é solicitada através das associações regionais que recolhem os dados de todos os ciclistas que queiram obter o seu cartão, enviando-os à FCC, que posteriormente emitirá um cartão no qual constará a fotografia do atleta, as informações da federação nacional e da internacional.
“É de louvar esta iniciativa uma vez que temos vários praticantes aqui no país”, disse.
O responsável avançou ainda que as licenças já começaram a ser atribuídas e, a título de exemplo indicou que membros da FCC e alguns presidentes de associações foram já contemplados.
Marques Mendes referiu ainda que a FCC quer alargar também a emissão desse cartão para os utentes que fazem sua prática somente como opção desportiva, tendo informado, por outro lado, que a FCC está a trabalhar também no sentido de garantir cobertura de seguro para as bicicletas, uma forma de proteger os investimentos que seus utentes fazem na aquisição e manutenção.
Explicou que a FCC já solicitou audiência com as seguradoras Impar e Garantia, com vista a debaterem o assunto.
Inforpress