Cabo Verde continua a fazer a história nos Jogos Mundiais das Olimpíadas Especiais que decorrem de 14 a 21 de março corrente, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos.


Depois de Antônio dos Santos (Titio) e Adérito Nunes terem conquistado ouro e prata, respectivamente, em 200m, nas suas respectivas categorias,  Tamires Rodrigues subiu ao pódio para Cabo Verde, tendo conquistado a medalha de Prata nos 100 metros.

Marlene Levy ficou no quarto lugar na prova.

Cabo Verde, que participa este ano pela primeira vez, enviou uma delegação constituída por atletas com deficiência intelectual, nomeadamente Adérito Nunes, António dos Santos, Tamires Rodrigues, Marlene Levy, bem como pelos treinadores Paulo Soares (Praia) e Jaqueline Reis (Sal), além do Presidente do COPAC, Rodrigo Bejarano, e do médico Ernesto Ramos, numa missão chefiada pelo secretário-geral, Elton Gonçalves.

Os Jogos Olímpicos Especiais são realizados faz 50 anos. É um movimento humanitário que acontece anualmente através de atividades relacionadas ao desporto e visa proporcionar uma variedade de programas para promover a inclusão social dentro e fora dos jogos.

A edição 2019 conta com a participação de 7 000 atletas de mais de 170 nações.
ADP