Djoy D’ninha, cujo nome completo é Jorge Henrique Fortes Barros, nascido no dia 17 de Maio de 1965, na Ilha do Sal, estreou-se oficialmente no mundo da bola pelo FC Juventude, em 1980, com apenas 14-15 anos.


De 1980 a 1984, representou o FC Juventude, com passagens, em 1982/1983, pelo Académico e Atlético, ambos da Ilha do Sal.

Um jogador muito forte, veloz e de técnica apurada, difícil para qualquer defesa conseguir marcar, em 1986/1987, passou a representar o Sport Fomento e a Santa Maria, antes de rumar-se para Portugal em Outubro de 1987.

Logo em Novembro do mesmo ano, estreou-se pelo Moura Atlético Clube, da 2ª divisão, tendo representado o clube em jogo da taça de Portugal contra o FC Porto.

Transferiu-se para o Lusitano-Évora em 1990, onde ficou por dois anos antes de na época 1993/1994 regressar ao Moura.

Antes de pendurar as chuteiras, em 1995, representou ainda o Serpa F. Clube.

Um avançado/extremo de bom drible, um malabarista com as bolas nos pés, que podia actuar no meio ou numa das alas, Djoy Dninha, representou por várias vezes a seleção da Ilha do Sal e a seleção Nacional.

Foi chamado para representar a seleção do Sal no Inter Ilhas de 1985.

Neste mesmo ano foi considerado o melhor ponta de lança de Cabo Verde e surgiu a primeira chamada para representar a seleção de Cabo Verde.

No ano seguinte, em 1986, veio a segunda convocatória para a seleção nacional, pelo selecionador Carlos Alhinho.

Foi chamado novamente para representar a seleção em 1992.

Atualmente, é músico e vive em Luxemburgo.

ADP
CrioloSports