Nascido em São Tomé e Príncipe, Alberto Mendes (já falecido), mais conhecido por Rubom Chiqueiro ou simplesmente Rubom, aquele que viria a ser o maior ponta de lança de Cabo Verde, iniciou a sua carreira na equipa dos Garridos de São Domingos.


Nos Garridos, destacou-se pela sua capacidade física, velocidade e facilidade de remate, combinado com uma boa técnica. 

Sempre em destaque e com muitos golos apontados, conquistou vários títulos e troféus com as cores dos Travadores, Académica da Praia e Boavista da Praia.

Representou ainda a equipa da Andorinha.

Em 1983, marcou o único golo na Várzea, na vitória de 1-0 do Boavista da Praia sobre o Farense de Portugal, de Oscar Duarte, Carlos Alhinho, Bukovack, Mezaros, etc...

Muito forte fisicamente, difícil de ser marcado, um autêntico dor de cabeça para qualquer jogador, fez o defesa internacional búlgaro Nicolai Grancharov, na altura jogador do Farense, perder a cabeça no encontro.

Em pé, da esquerda para a direita: Quim (RIP), Zé de Nhana, Albino, Balalam de Pinto, Noel Piça, Abel São Vicente, Nha Kapa, Zé Maria, Djoni Guguta e Toca (RIP)
Agachados, da esquerda para a direita: Box, Cadino (RIP), Bassana, Djoblas, Abel Praia, Rubom (RIP) e Zé gaiado.

Um ponta de lança de excelência, não só pelas suas qualidades físicas e técnicas, mas também pela forma simples e comportamento humilde e admirável dentro das quatro linhas, foi sempre convocado para a Selecção de Santiago e para a Selecção Nacional enquanto esteve activo no futebol.

Fez parte da 1ª Seleção de Cabo Verde independente, criada em Abril de 1978, três anos após a independência.

Cabo Verde estreou-se em competições internacionais, organizada em Bissau, frente a Guiné Conakry, na época vice-campeã de África, em jogo da Taça Amizade, que foi o embrião para a criação da Taça Amílcar Cabral.

A seleção treinada por José Antunes, “Tóca” e José Resende “Djidjé” perdeu por 1-0.

Estiveram ainda presentes na 1ª Seleção nacional, Djô de Pedra de Lumi((R.I.P) (Gr); Dani, Mané Djodje, Flávio (Capitão), Djudjú; Branco, Balão, Makuna, Djoi di Mamã, Cadino (R.I.P), Armandin, Quim (R.I.P), Calú Pitão, Betinho, Dimas e Djédjé.

Terminou a carreira, na época 1986/1987, com mais de 40 anos, no Futebol Clube os Garridos, que disputava a segunda divisão.

ADP
CrioloSports