Nascido em Cabo Verde, Carlos Alberto Correia Fortes, conhecido por Cau, começou a jogar a bola nas ruas do Mindelo, vindo a participar no campeonato regional a jogar pela Académica e pelo Derby, onde foi um ano o melhor marcador do nacional de futebol.


Foi para Futebol Clube do Porto (FCP), Portugal, em 1988.

Posteriormente representou o Rio Ave, Tirsense, Leça, Salgueiro, Campomaiorense e Felgueiras.

No FCP conquistou dois campeonatos no escalão juniores.

Um jogador bastante duro dentro das quatro linhas, acumulava muitos cartões, o médio defensivo conta com uma carreira de 20 anos de futebol.

De entre outras tantas conquistas, em 1991, sagrou-se campeão do mundo de sub-20, por Portugal, tornando-se assim no 1º  cabo-verdiano a sagrar-se campeão do mundo.

Uma conquista que anos depois, em 2002, viria a gerar uma certa polémica á volta do jogador, pois descobriu-se que não tinha nascido em 1972 mas em 1968. O que significava que se sagrara campeão de sub-20 com 24 anos.

Nem ele nem a Federação Portuguesa de Futebol sofreram sanções, e o jogador só deixou o futebol em 2008/09.

Na equipa figuravam de entre outros, Luis Figo, Joao Pinto, Capucho, Rui Costa, Abel Xavier, Emilio Peixe e Jorge Costa.

Como treinador, formou homens que, neste momento, são ou foram reconhecidos internacionalmente como Fábio Coentrão, Rui Caetano e Fábio Faria.

O ex-futebolista lançou a sua biografia em 2011. “Cau – Da Fralda aos grandes palcos” é o título do livro.

ADP

CrioloSports