A Associação Regional de Futebol em Santo Antão – Sul e os clubes já definiram as datas para o arranque das competições nesta região, esta temporada, todavia, marcada pela desistência de mais uma equipa, o Sanjonense.


Depois do Marítimo, agora foi a vez do Sanjonense desistir de participar nas competições, o que acontece pelo segundo ano consecutivo, devido a problemas financeiros e de organização por que passa essa agremiação desportiva da vila da Ribeira das Patas, interior do Porto Novo.
Os dirigentes dos clubes manifestam, assim, alguns receios quando à realização das provas esta época em Santo Antão Sul, já que, pelo menos, mais duas equipas ameaçam desistir se a Câmara Municipal do Porto Novo não conseguir disponibilizar, ainda em Novembro, os subsídios, que anualmente atribui ao futebol federado.
A acontecer, ficariam apenas três clubes inscritos para esta época.
Alguns dirigentes confirmaram à Inforpress que “se as condições não forem criadas”, a época desportiva estará “comprometida”, referindo-se à necessidade da edilidade atribuir os subsidies antes do início das provas, ou seja, no decorrer no mês de Novembro.
Em todo o caso, já foram definidas as datas para o começo das provas, sendo o torneio de abertura a primeira competição do calendário desta temporada e cujo arranque está previsto para 30 de Novembro.
O campeonato regional inicia-se a 11 de Janeiro, mas, antes, haverá a super-taça, marcada para 04 de Janeiro, estando a taça Porto Novo prevista para Abril.
Nesta região, a maioria dos clubes, a enfrentar “sérias dificuldades financeiras”, vive, basicamente, dos subsídios da autarquia portonovense, sem os quais não consegue tomar parte das provas.
A acreditar no orçamento da câmara municipal para 2020, as equipas e associações desportivas oficiais na região desportiva de Santo Antão – Sul devem, ao longo da temporada 2019/2020, receber do executivo quase dois mil contos em subsídios e prémios por objectivos.
Inforpress