Os jovens da vila da Ribeira das Patas, no Porto Novo (Santo Antão), queixam-se do atraso no arranque dos trabalhos de arrelvamento do campo de futebol de Coice de Chã, projecto prometido, há dois anos, pelo Governo.


O interior do município do Porto Novo, apesar da existência de quatro clubes oficiais, não dispõe de nenhum campo relvado, razão pela qual o Governo havia, em 2017, prometido apoiar a câmara na requalificação e dotar de relva sintética o campo de futebol de Coice de Chã, em Ribeira das Patas, para servir essas equipas.
Os jovens voltam a pedir a implementação desse projecto, considerando que essa infra-estrutura “faz muita falta” à vila e a todo o interior do concelho do Porto Novo, onde não existe nenhum campo relvado para servir os clubes federados e os praticantes, de uma forma geral.
Aliás, o município do Porto Novo dispõe apenas de um campo relvado, o estádio municipal, construído há cerca de uma década, cuja relva sintética encontra-se em fase de degradação.
Além da Associação Regional de Futebol em Santo Antão – Sul, os clubes e os agentes desportivos, de um modo geral, têm estado  a insistir  na necessidade do arrelvamento de, pelo menos, mais dois campos na região, para servir os clubes e as escolas de iniciação.
Para este ano, os projectos previstos pela câmara municipal no seu plano de investimentos, relacionam-se com o arranque das obras do pavilhão desportivo coberto e de algumas placas desportivas nas zonas rurais, além da recuperação do polivalente de Lombo Figueira.
Inforpress