A construção de, pelo menos, mais um campo relvado está entre as maiores aspirações dos clubes de futebol em Santo Antão – Sul, que dizem enfrentar “constrangimentos enormes” a nível de infra-estruturas, sobretudo para treinos.


Os nove clubes oficiais têm estado, nos últimos anos, a reclamar a construção de “mais um ou dois campos relvados” em Santo Antão – Sul para “descongestionar” o Estádio Municipal, única infra-estrutura com relva, existente nesta região desportiva.
No arranque da época, o presidente da Associação Regional de Futebol em Santo Antão – Sul, Fernando Lima, na sequência de um encontro com os dirigentes dos clubes, alertou para a necessidade de se dotar esta região de mais campos relvados, sobretudo para treinos, além da substituição da já degradada relva sintética do Estádio Municipal, inaugurado em 2009.
Segundo Fernando Lima, esta zona desportiva está a deparar-se com falta de infra-estruturas para a prática do futebol, situação que está, também, a condicionar a realização das diversas provas programadas pela associação.
De acordo com os dirigentes dos clubes, o único campo existente está sobrecarregado e não há espaços para treinos, tanto na cidade como no interior do concelho, lembrando que o actual executivo havia prometido construir mais campos relvados no Porto Novo.
Porto Novo deverá, em 2019, receber investimentos no desporto na ordem dos 97 mil contos, com destaque para construção do pavilhão desportivo coberto, obra que, segundo o edil, constitui “o grande desígnio” deste município.
Esses investimentos, que incluem ainda a construção de placas desportivas e apoio aos clubes, estão inscritos no programa da edilidade para o próximo ano.
Inforpress