É mais um fim-de-semana sem competição na região desportiva de Santiago Norte. Já vai para três semanas que os campeonatos regionais de futebol da primeira e segundas divisões estão parados.


O motivo, já se sabe: dividas para com os árbitros. O montante fica perto dos 900 contos e vêm desde a época passada. Os árbitros exigem o pagamento da totalidade do valor em divida, só assim regressam aos campos.

A Associação regional, através do seu presidente Anastácio Veiga, avançou à Rádio de Cabo Verde que já dispõe que cerca de 80 por cento do valor. Dos seis municípios de Santiago Norte, três câmaras municipais contribuíram com 150 contos cada. As outras três ainda não garantiram nada.

Entrevistado há momentos pela RCV, o porta-voz dos árbitros foi claro: só retomam a arbitragem quando todo o valor estiver garantido. Victor Silva diz que os árbitros não têm outra saída. Mas, assim que tudo estiver resolvido, estão pronto para retomar.
rcv