O ex-treinador da equipa do Académico 83, Fernando Jorge da Graça, assume a partir de hoje a função de presidente da turma negra do Porto Inglês, com a pretensão de ajudar o clube na organização interna.


Em declarações à Inforpress, Fernando Jorge da Graça assegurou que entrou nesta corrida respondendo ao pedido dos adeptos e amigos da equipa, com vista a apoiar na organização interna do clube, tendo em conta que, nos últimos meses, vinha acontecendo alguma “desorganização” no seio da equipa.
Afiançou que o seu objectivo é manter-se neste cargo, o mais tardar, até o fim da presente época visto que o seu objectivo é ser treinador da turma negra da cidade de Porto Inglês, cargo que deixou de exercer esta época desportiva, passados quase dez anos a orientar os actuais campeões regionais que, neste período, vem dominando o futebol na ilha.
Fernando Jorge da Graça salientou ainda que pretende ajudar a equipa a realizar uma época “tranquila”, lembrando que o ponto que perderam na secretaria é fruto de “alguma desorganização”, mas garantiu que vão lutar para recuperar os três pontos perdidos.
“Pela época que temos vindo a realizar, em que ainda não perdemos nenhum jogo, o nosso objectivo é estar entre os primeiros”, salientou para depois admitir que estão a trabalhar para reforçar o plantel com vista a apresentar uma equipa mais forte na segunda volta do campeonato regional de futebol.
“Nesta semana ainda somos capazes de entrar com três ou quatro reforços”, disse o dirigente que vai recorrer a jogadores locais, após o término do campeonato da segunda divisão, e não descarta a possibilidade de aparecer um ou outro jogador vindo de fora.
Questionado se tem confiança na actual equipa técnica, Fernando Jorge da Graça disse que o actual treinador é uma pessoa que, ao longo destes anos, tinha vindo a trabalhar com ele, pelo que, deposita a sua confiança naquele treinador.
“Durante a assembleia-geral assumi que vou dirigir a equipa até o fim do ano, porque a minha vontade e colaboração que pretendo dar à equipa é como treinador, pelo que estou neste cargo somente para ajudar na organização interna, porque não vou poder assumir no futuro as duas funções”, sintetizou.
WN/CP
Inforpress