Alberto Santos da Graça foi eleito, domingo, o novo presidente da equipa de Real Marítimo de Cascabulho para um mandato de 2 anos, substituindo no cargo Nelyto Reis.



Em conversa com a Inforpress, Alberto Santos da Graça assegurou que a sua equipa já tem “bem estruturado” as suas intervenções futuras, que passam por aproveitar todos os potenciais que existem na localidade de Cascabulho, principalmente na área desportiva e cultural.

Segundo a fonte, a sua equipa promete trabalhar nas várias vertentes para dinamizar e reestruturar o clube no seu todo, tendo os jovens no centro das atenções, pelo que disse contar com todos os adeptos sócios e amigos tanto na ilha como fora e também na diáspora.

“Queremos dinamizar a nossa localidade em todas as vertentes desde futebol, música, dança, teatro e entre outros, porque pela experiência que tenho sei que aqui temos grande  potencial em todos as áreas, por isso queremos aproveitar disso e dar oportunidades a todos aqueles que queiram fazer algo de bom para esta localidade”, frisou.

Em termos futebolístico disse que a intenção é fazer uma boa prova no campeonato regional e manter-se na primeira divisão, acrescentando que a sua equipa vai dar atenção à formação com a criação de escola de iniciação ao futebol, bem como organizar o futebol feminino.

Alberto Graça disse ainda que conta com Vitoriano dos Reis como vice-presidente e Bruno dos Reis como presidente da mesa de assembleia, e para o próximo mês de Dezembro vão receber um conjunto de materiais desportivos oferecidos por um sócio da equipa que reside nos Estados Unidos de América e que o mesmo fará entrega dos mesmos por ocasião da festa de Reis que se comemora naquela localidade no mês de Janeiro.

“Vamos dar também continuidade aos trabalhados levados a cabo pela direcção anterior, principalmente no sector da cooperação, por isso vamos fortalecer a nossa amizade com o Marítimo de Santo Antão e de Portugal, por forma a conseguirmos alguma experiência em termos organizativos”, notou.

Prometeu ainda que a sua equipa vai trabalhar no sentido de conseguirem construir uma sede social da equipa e para tal disse contar com a colaboração da edilidade maiense, associação regional de futebol, bem como todos os sócios e adeptos da equipa espalhados um pouco por todo lado.

Concluiu agradecendo a todos os presentes e àqueles que ao longo desses anos têm vindo a apoiar a equipa de Real Marítimo, prometendo tudo fazer para melhorar cada vez aquela agremiação desportiva.

inforpress