A calendarização “de forma unilateral” dos dois jogos das meias-finais da Taça Fogo, em futebol, está a gerar polémica e o No Pintcha exige que o seu jogo se realize no Estádio Francisco José Rodrigues, nos Mosteiros.


A Associação Regional de Futebol do Fogo (ARFF) decidiu, no dia 05 de Fevereiro, dois dias depois da realização dos jogos dos quartos de final da taça, calendarizar os jogos das meias-finais entre Botafogo – Atlético e Académica – No Pintcha, para o dia 27 de Fevereiro no Estádio 5 de Julho, em São Filipe, sem ouvir as equipas e nem a realização do sorteio.
A formação do No Pintcha, que à semelhança do Atlético jogaram a ultima eliminatória noutros estádios (5 de Julho e Monte Pelado) já protestou junto da Associação Regional de Futebol do Fogo e com conhecimento à Federação Cabo-verdiana de Futebol (FCF) da decisão, lembrando que para os jogos da primeira fase sempre “foram calendarizados abstratamente” e com indicação dos estádios para a realização dos respectivos jogos, não constando para meias-finais a indicação previa.
No documento enviado quer à ARFF, quer à Federação Cabo-verdiana de Futebol (FCF), apesar de não querer acreditar que a marcação dos jogos para o Estádio 5 de Julho “sem sorteio e sem ter em conta a existência de outros campos/estádios”, considera que a associação “ignorou os princípios de alternância, igualdade e proporcionalidade”, mas também de “imparcialidade e da justiça material ou de equidade” na escolha do campo.
Para a direcção do No Pintcha, “o razoável seria a calendarização do seu jogo para o Estádio Francisco José Rodrigues, nos Mosteiros, ou pelo menos a realização de uma das duas partidas para este recinto, ou ainda em estádio neutro” existente na ilha.
O No Pintcha requer que “seja anulada a deliberação da ARFF de 05 de Fevereiro e em consequência calendarizar os jogos das meias-finais da taça Fogo num estádio neutro e/ou pelo menos calendarizar um destes jogos no estádio Francisco José Rodrigues, mediante sorteio” ou ainda que a ARFF mande fazer um sorteio geral com as quatro equipas envolvidas, para saber onde os jogos deverão ser realizados.
Exigem que em caso do sorteio geral seja obrigatória a presença de todas as equipas que participam nas meias-finais, mas também da comunicação social e outras entidades neutras “em nome da transparência das coisas do futebol”.
Tendo em conta que os jogos estão calendarizados para o dia 27, o No Pintcha exige um posicionamento da ARFF num prazo máximo de cinco dias, para poder accionar outros meios, nomeadamente cautelares ou judiciais, para fazer vingar a justiça material, exigindo igualmente que a ARFF envie às demais equipas que disputam as meias-finais a sua reclamação num prazo máximo de 48 horas.
Os jogos das meias-finais são disputados entre as equipas do Botafogo (São Filipe) – Atlético (Mosteiros) e Académica (São Filipe) – No Pintcha (Mosteiros) todas do primeiro escalão, sendo que os jogos serão disputados no dia 27 de Fevereiro, no Estádio 5 de Julho, na cidade de São Filipe.
Inforpress