Afrobasket’2021: Selecção nacional inicia trabalhos para a segunda fase do torneio de qualificação



A selecção de basquetebol masculina retomou os trabalhos de preparação dos basquetebolistas residentes, no pavilhão Vává Duarte, para os trabalhos da segunda fase do torneio de qualificação Afrobasket, a disputar-se em Fevereiro, em país a designar.



O seleccionador nacional da modalidade já traçou como objectivo desta primeira fase do trabalho com os atletas residentes e observar jovens talentos que militam em clubes no estrangeiro, num treino que coloca no mesmo palco atletas com níveis e experiências de competição díspares.

É que Emanuel Trovoada quer melhorar a performance dos residentes e ao mesmo tempo decifrar o valor dos atletas residentes na diáspora, pois acredita que tem estado a trabalhar nesta fase com jogadores jovens, dotados de potencial e que ganham experiência nos campeonatos de formações, no quadro de um lote de 40 atletas.

A Federação Cabo-verdiana de Basquetebol tem ainda agendado uma segunda fase, prevista para Tarrafal de Santiago, desta feita envolvendo alguns jogadores provenientes do estrangeiro, e uma terceira e derradeira fase, uma semana antes da competição, já com a participação de todos os convocados no local da competição.

Cabo Verde faz parte do Grupo E que partilha com as equipas nacionais de Marrocos, Egipto e Ruanda.

De acordo com a calendarização, a segunda e decisiva fase de apuramento disputa-se em Fevereiro de 2021, em país ainda por designar, com as mesmas quatro selecções.

De momento tudo está em aberto já que se qualificam para a fase final do Afrobasket’2021 as três primeiras selecções, um de cada grupo, compostos por quatro equipas cada.

SR/AA

Inforpress


Print   Email