Covid-19: Infantino elogia lúcida gestão financeira da FIFA que permitiu apoios


O presidente da FIFA, Gianni Infantino, elogiou hoje "a lúcida gestão financeira dos últimos anos" do organismo, que permitiu "apoiar as associações filiadas de forma prática e colaborativa, com compaixão e liderança", durante a pandemia de covid-19.


"Tendo garantido que nenhum membro da família do futebol enfrentasse os problemas sozinho, é hora de continuar a promover o desporto moderno, acessível, inclusivo e global que idealizamos", observou Gianni Infantino, citado no sítio oficial da FIFA na Internet.

Numa altura em que comemora cinco anos como presidente do organismo que rege o futebol mundial, Infantino aproveitou o primeiro ano de desenvolvimento do documento "Visão 2020-23" para enaltecer o "compromisso com as federações membro e com todos os amantes do futebol", perspetivando, para breve, o "fortalecimento na governação".

"Num futuro próximo, o fortalecimento da governação e a reforma do sistema de transferências vão gerar mais dinheiro, que vai promover o desenvolvimento sustentável do futebol, e, ao mesmo tempo, os processos internos da FIFA serão revistos para otimizar sua eficiência", explicou.

Infantino deu conta ainda da importância da criação de um fórum de discussão, destinado a temas como os calendários internacionais, concursos, criação de iniciativas e uso de tecnologia.

"Não há necessidade de nos escondermos das diferenças de opinião, pelo contrário. Todos nós beneficiamos da criatividade e das novas ideias que surgem no debate e isso gera novas formas de gerir o futebol. Queremos manter esta vontade de colaborar no segundo ano da 'Visão', para tornar o futebol verdadeiramente global", concluiu.

Entre as medidas desenvolvidas ao longo deste ano, a FIFA destacou, num relatório, todas aquelas vinculadas à pandemia, com destaque para disponibilização de mais de mil milhões de euros à comunidade do futebol, para ajudar a reduzir o impacto económico.
Lusa


Print   Email