CAN 2021: Clubes europeus vencem disputa com CAF, podem liberar jogadores até 4 de Janeiro


Depois de ter resistido às pressões dos clubes europeus e decidido manter o CAN de 2021 de 9 de janeiro a 6 de fevereiro de 2022, conforme originalmente planeado, a Confederação Africana de Futebol (CAF) decidiu em curvar-se ao pedido do Fórum das Ligas Mundiais.


Numa carta dirigida à CAF e à FIFA, o organismo que reúne as principais ligas europeias, tinha informado que os clubes do velho continente iriam liberar os seus jogadores até 3 de janeiro, apenas 6 dias antes do início da competição.

Assim, já não é a partir do dia 27 de dezembro, mas sim do dia 4 de janeiro, que os clubes serão obrigados a liberar os seus jogadores convocados para o CAN.

“A CAF decidiu assumir um compromisso de solidariedade em relação à libertação dos jogadores pelos respectivos clubes em determinadas circunstâncias”, le-se numa carta assinada pelo secretário-geral adjunto da FIFA, Mattias Grafström, sem detalhar os termos do compromisso.

Uma péssima notícia para os treinadores africanos, que ficam privados das suas estrelas para os primeiros treinos e os jogos de preparação.

No entanto, esta isenção só será válida para os clubes com jogos oficiais no programa, entre 27 de dezembro e 3 de janeiro, em particular clubes da Premier League, França (oitavos de final do Coupe de France), Espanha, Turquia e Portugal.
ADP
CrioloSports


Print   Email

         

Mais de 10 anos com os desportistas cabo-verdianos

 

 

 

SUBSCREVER AS NOSSAS NEWSLETTERS

Ao subscrever, tomo conhecimento que as newsletter poderão conter publicidade.
 

SUBSCREVER AS NOSSAS NEWSLETTERS

Ao subscrever, tomo conhecimento que as newsletter poderão conter publicidade.