Alessio Da Cruz, jogador do Parma da Serie A italiana, revelou, em entrevista ao De Telegraaf, que sente-se ignorado pela Federação Holandesa de Futebol (KNVB).


O jogador, que pode jogar na posição atacante ou no flanco, e que alinhou para a seleção de sub-20, mostrou-se decepcionado por não ter sido incluido na lista dos pré-convocados para a seleção juniores de Holanda.

"Sim, com certeza, fiz um ótimo trabalho no ano passado em Novara nos primeiros seis meses, também em Parma. No sub-20 de Holanda fiz um bom trabalho. Infelizmente me machuquei após o jogo contra a República Tcheca e a minha temporada acabou. Só recebi feedback positivo das pessoas na KNVB. Esperava que tivesse mostrado o suficiente para ser convocado. Já indiquei isso. A KNVB me ignora” Disse o jogador de 21 anos.

“A minha família é portuguêsa e cabo-verdiana. Posso decidir sair para representar Portugal ou Cabo Verde. Mas, sinto-me realmente um holandês, porque eu vivi e joguei futebol toda a minha vida na Holanda. Prefiro representar a Holanda e espero ser selecionado o mais rapidamente possível. ", disse o jogador que começou sua carreira profissional no FC Twente.

Com apenas 10 anos juntou-se ao Ajax antes de se mudar para o Almere City e Twente, onde se formou na primeira equipa.

Antes de juntar-se ao Parma, em Janeiro de 2018, representou o Novara, tendo marcado cinco golos em 12 partidas.