O seleccionador nacional Lúcio Antunes disse hoje que o sonho de apuramento para o Mundial de 2018 acabou, mas, no entanto, enalteceu a “determinação e abnegação” dos jogadores cabo-verdianos.


Em conferência de imprensa após a derrota por 2-0 frente ao Senegal, Lúcio Antunes exaltou, igualmente o “casamento” entre os jogadores e o público.
“Isso nos deixa orgulhosos, porque  quando começamos a qualificação não havia gente no Estádio, e hoje vimos  um povo unido novamente e isso nos deixa satisfeitos porque de facto futebol tem magias”, notou.
Lúcio Antunes disse, por outro lado, que pretende continuar a frente da selecção, cumprir o seu contrato e comandar Cabo Verde na qualificação para o CAN’2019.
O Senegal passa a liderar este grupo D de apuramento para o Mundial 2018 com oito pontos (com menos um jogo) seguido de Burkina Faso e Cabo Verde, com seis cada.
A África do Sul, que venceu hoje o Burkina Faso por 3-1, ocupa a última posição do grupo (menos um jogo), mas ainda com chances matemáticas de conseguir o apuramento.
Inforpress