O seleccionador de Cabo Verde de futebol, Lúcio Antunes, mostrou-se algo apreensivo com mais esta derrota em casa e pelo facto de “pouco público” se ter deslocado ao Estádio Nacional para apoiar a equipa nacional frente a Burkina Faso.


O timoneiro justifica que a selecção "fez um bom trabalho" para regressar às vitórias , mas que os esforços se tornaram infrutíferos, felicitando por isso a Burkina que, segundo Lúcio Antunes, “fez um óptimo jogo” .

Já a pensar no próximo embate, admitiu que o golo sofrido aos dois minutos condicionaram a sua equipa, mas que alguns dos seus jogadores tentaram ao fim dar a volta ao resultado.

O seleccionador nacional reconheceu que Cabo Verde já entrou num espiral de maus resultados e que se torna complicado sair desta onda de desaires.

Ainda assim, afirma que os jogadores crioulos deram o seu máximo, mas entende que a equipa técnica terá de trabalhar mais na finalização para que as oportunidades possam ser concretizadas, mas que continuará a trabalhar com o seu grupo

Esta foi a segunda derrota consecutiva de Cabo Verde nos dois jogos do Grupo D de apuramento para o Mundial’2018, sob a égide do regressado Lúcio Antunes, a terceira derrota consecutiva nas últimas três partidas, sendo que a primeira referente ao CAN’2017.
Fonte: Inforpress